s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r
Não, não pense que é sempre bom, não sou a-toda-boa, a toda alegre o tempo todo, a toda amorosa constantemente. Eu sou estranha, tenho gestos e pensamentos e encanações e neuras e filosofias viajantes e temperamento salgado e toda uma série de e’s que não consigo ajustar aqui, agora, pra você, talvez por não saber ajustá-los nem pra mim. Mas deixa isso tudo pra lá, eu e a minha estranhice, estranheza, estranhagem, estranhamento, estranhação. Estranha ação. É isso aí, sou cheia de estranhas ações. Uma delas é tentar explicar o sentido de uma coisa que nem sentido faz.
Clarissa Corrêa.  (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)
cissuras
Somos capazes de sobreviver a essas coisas horríveis, pois somos tão indestrutíveis quanto pensamos ser. Quando os adultos dizem: “Os adolescentes se acham invencíveis”, com aquele sorriso malicioso e idiota estampado na cara, eles não sabem o quanto estão certos. Não devemos perder a esperança, pois jamais seremos irremediavelmente feridos. Pensamos que somos invencíveis porque realmente somos. Não nascemos, nem morremos. Como toda energia, nós simplesmente mudamos de forma, de tamanho e de manifestação. Os adultos se esquecem disso quando envelhecem. Ficam com medo de perder e de fracassar. Mas essa parte que é maior do que a soma das partes não tem começo e não tem fim, e, portanto, não pode falhar.
Quem é você, Alasca? (via cissuras)
enoitecer
Sou egoísta, gosto de ver televisão sozinha, sem ninguém falando junto. Sou chata, não gosto de dividir banheiro com ninguém. Sou espaçosa, bagunço as minhas coisas. Preciso da solidão pra ler, pra olhar para o teto, pra tirar ponta dupla do cabelo, pra fazer as unhas, pra pensar em tudo, pra fazer nada. Preciso da solidão pra ser eu mesma. Pra fazer alongamento, rir de mim, chorar comigo.
Clarissa Corrêa.  (via enoitecer)
A regra básica dos amigos para sempre é lembrar sempre que a gente vai ser amigo para sempre. Isso minimiza muitas coisas.
A verdade é que vamos ter que nos aturar a vida toda. Então, o melhor é que a gente brigue pouco. Ou brigue sem muitos atos dramáticos. E sem ofensas pesadas.
Mas não temos como fugir! Estamos como que amarrados pela amizade. Podemos até dar tempos, sumidas. Mas não tem jeito.
E essas pessoas conhecem a gente tanto, mas tanto! Na verdade, um amigo pra sempre conhece a gente mais que qualquer um da família. E não liga se a gente fica de ligar e não liga. E nem a gente liga. Com um amigo para sempre a gente toma liberdades. Podemos deixar cinco recados seguidos nas secretarias deles. Sabendo que não, não vamos perdê-los.
Algumas vezes a gente acha que um amigo é para sempre e não era. Uma hora a coisa para de rolar. Isso é triste. Mas tem gente que entra na nossa vida e vai ficando. Ficando, ficando.
Amizade, eu acabo achando sempre, é melhor que amor. Pelo menos é quando eu consigo falar para sempre
LEMOS, nina
Quanto tempo falta pra gente se ver hoje
Quanto tempo falta pra gente ser ver logo
Quanto tempo falta pra gente se ver todos os dias
Quanto tempo falta pra gente se ver pra sempre
Quanto tempo falta pra gente se ver dia sim dia não
Quanto tempo falta pra gente se ver às vezes
Quanto tempo falta pra gente se ver cada vez menos
Quanto tempo falta pra gente não querer se ver
Quanto tempo falta pra gente não querer se ver nunca mais
Quanto tempo falta pra gente se ver e fingir que não viu
Quanto tempo falta pra gente se ver e não se reconhecer mais
Quanto tempo falta pra gente se ver e nem lembrar que um dia se conheceu